Como lavar os pincéis de maquilhagem

Como lavar os pincéis de maquilhagem
Para uma boa maquilhagem não basta apenas ter bons produtos, é preciso ter os acessórios certos. E para que esses acessórios durem e tenham sempre um bom desempenho é preciso cuidar deles. Por isso hoje vamos falar de lavar os pincéis de maquilhagem.
Existem várias maneiras de o fazer, umas mais certas que outras. Algumas exigem produtos de limpeza, outras não. A verdade é que já tentei limpar os meus pincéis de várias formas e hoje mostro-vos o método que achei mais eficáz.
Confesso que lavar os pincéis de maquilhagem não é o meu passatempo preferido e por isso quando os limpo quero ter a certeza de que ficam impecáveis para durarem mais tempo até à próxima lavagem.

Read More

Máscara L’oréal Lash Paradise Extatic

Máscara Paradise Extatic
Se há produto que há uns meses fez furor na blogosfera portuguesa foi esta máscara da L’oréal, a Lash Paradise Extatic.
Quase todos os blogs falavam dela e o que me surpreendeu é que todas as opiniões eram bastante positivas. Não li uma única review negativa sobre esta máscara. Na altura estava a terminar as minhas máscaras de pestanas que tinha aqui por casa e não a comprei logo mas no mês que passou isso mudou. 
No fim de Março fiquei apenas com uma máscara de pestanas e como não gosto de ficar apenas com um produto em casa, não vá ele acabar e precisar, decidi que ia comprar a Lash Paradise Extatic para testar.
Algo que ajudou muito nesta decisão foi a comparação com a Better Than Sex da Too Faced, uma máscara que muitos adoram e eu sempre quis experimentar. Esta seria então a sua versão mais acessível que encontramos facilmente em qualquer supermercado. 

Máscara Paradise Extatic

O que a marca diz:

“Dê às suas pestanas o comprimento máximo e um volume cheio numa única aplicação da máscara L’Oréal Paris Paradise Extatic.
Características:
  • – as cerdas especialmente formadas garantem uma aplicação precisa;
  • – mais de 200 fibras individuais para capturar cada pestana;
  • – a textura macia e suave garante um volume cheio numa única camada;
  • – o óleo de rícino deixa as pestanas macias ao toque e flexíveis;
  • – não resistente à água;
  • – fácil de desmaquilhar.”
A máscara é na cor preta, tem 6,4ml de produto e podem encontrá-la na Notino por 8,70 euros ou em qualquer supermercado por 9,99 euros.
Máscara

O que eu achei:

Aplicação:

Confesso que demorei um bocadinho a apanhar o jeito desta máscara. Estou habituada a colocar a máscara das pestanas em “zigue-zague” no entanto deste modo acontecia sempre aquilo que odeio que as máscaras façam: as pestanas colavam-se umas às outras. Não parecia “teias de aranha” como algumas fazem, apenas juntavam as pestanas em várias secções de modo a ficarmos com espaçamentos enormes entre estas.
A melhor maneira de aplicar esta máscara é simplesmente seguir as pestanas com o aplicador, ou seja, num movimento de baixo para cima. Foi a única forma que consegui aplicar sem que as pestanas se colassem todas e deste modo gostei imenso do resultado.
O aplicador para mim não é dos melhores. A sua forma faz com que tenha sempre imensa dificuldade em chegar às pestanas do canto interior do olho e quando tento na maioria das vezes acabo por pintar a pálpebra e sujar “tudo”. No entanto, acho que é um excelente aplicador para as pestanas inferiores, conseguimos aplicar a máscara sem qualquer esforço.

Volume:
Antes de mais nada a Paradise Extatic está a ser comercializada como uma máscara de volume onde a marca diz que se consegue um “volume cheio numa única camada”. E é aqui que acho que a máscara peca imenso.

Não achei que esta máscara me desse qualquer volume às pestanas, achei que o efeito era exatamente o mesmo que sem a máscara apenas com as pestanas pretas. Pode ser de mim e outras pessoas acharem o contrário, no entanto já utilizei uma máscara da Cien por 2 euros que me deu muito mais volume que esta.
O volume que prometem não consegui com uma camada e muito menos com duas, quantas mais camadas aplicarem mais as pestanas se voltam a colar.

Alongamento:

Para além do “volume esta máscara tem o extra de alongar as pestanas”. Pelas fotografias em baixo podem ver que de facto ela dá um alongamento às pestanas apensar de “na vida real” este não se perceber assim tanto. Mais uma vez, já utilizei máscaras de alongamento que deram um efeito muito mais evidente, no entanto esta, para quem pretende um pequeno alongamento e nada assim de muito extraordinário para usar no dia-a-dia, é uma boa aposta.

Cor e fórmula:

A cor é bem preta e a fórmula muito boa, como a marca diz a Paradise Extatic tem “óleo de rícino que deixa as pestanas macias ao toque e flexíveis”.
Algumas máscaras após secarem ficam bastante duras e rijas, algumas secam tão rápido que impossibilitam mais que uma camada de produto, esta no entanto deixa as pestanas bastante leves e macias durante todo o dia. É facil de aplicar várias camadas e trabalhar as pestanas conforme a vossa vontade.

Durabilidade:

Este é mais um dos pontos positivos que esta máscara tem e para mim é mesmo o maior ponto positivo. Para além de durar o dia todinho sem mexer das pestanas, não caiem particulas para dentro dos olhos. Não têm um esfumado na palpebra no fim do dia e não têm olhos de panda quando pintam as pestanas inferiores. 
Testei também dormir com a máscara (eu sei que faz mal e não recomendo) e após uma noite inteira não tinha lençois nem almofadas sujas, bem como também não tinha qualquer esborratado na cara. A máscara continuava lá perfeita para utilizar no dia seguinte.

Remoção:

Apesar de retirar a maquilhagem com desmaquilhante e ter um desmaquilhante próprio para os olhos noto que a máscara não sai na totalidade apenas assim. Costumo passar sempre com água quente primeiro para sair a maioria e depois com um desmaquilhante de olhos.
Quando usei apenas um desmaquilhante no dia sequinte ao tomar banho reparei que ainda tinha máscara nas pestanas ao ficar com “olhos de panda”.
Máscara Paradise extatic
Máscara Paradise Extatic

Pestanas superiores: Com | Sem

Opinião final

Acho que o grande problema desta máscara e que originou a minha desilusão foi o marketing errado que lhe fizeram. Acho esta máscara muito boa, especialmente pela fórmula e duração, mas não acho que seja uma máscara de volume. Tenho-a ultilizado no último mês e acho-a fantástica para o dia-a-dia principalmente para levar para o trabalho onde não gosto de usar maquilhagem mais exagerada.
Para pessoas ativas e que saiem de casa e apenas regressem à noite, e não querem retocar a maquilhagem durante o dia acho que a Paradise Extatic é uma excelente escolha. É uma máscara de pestanas normal com algum alongamento dando um destaque natural às pestanas. Não torna as pestanas rijas nem caiem particulas durante o dia (o que para mim é um ponto muito importante porque mexo imenso nos olhos e com outras máscaras a meio do dia já tenho que andar a tirar coisas dos olhos).
Se quiser uma máscara de volume ou uma máscara de alongamento não vou recorrer a esta no entanto para dar destaque às minhas pestanas naturais ou apenas para as pintar de preto sem dúvida que irei continuar a recorrer a esta pelo conforto que me traz durante o dia.
A fórmula é muito boa e a única coisa que mudaria seria o aplicador onde desejava que tivesse uma ponta mais pequena para facilitar a aplicação nas pestanas no canto interno do olho.
Esta é a minha opinião sincera sobre a máscara L’oréal Lash Paradise Extatic, também já a testaste? Deixa a tua opinião nos comentários.

Primer | Para Que Serve E Como Usar?

Primer
Com a quantidade de produtos de maquilhagem que existem e com o acesso à informação mais facilitado, parece impossível não saber o que um primer é. No entanto, tenho visto muitas pessoas (na internet e fora ela) que não sabem para que serve um primer ou que não acham que valha a pena utilizar.

Na verdade, conheço mais a segunda opção, pessoas que acham que o primer não é um investimento que valha a pena e que não faz grande coisa, ou acham que não precisam e por isso colocam logo a base. É por estas razões que hoje decidi abordar este assunto.

O que é um Primer?

O primer é um produto que tem como finalidade preparar a pele para receber outro produto. Imaginem que vão pintar a vossa casa, antes da cor final é dada um primário, esse primário é o primer para a nossa pele. 
Tem como função alisar a pele, isto é, formar uma camada lisa “corrigindo” as imperfeições da nossa pele de modo a termos uma base perfeita para os próximos produtos. Imaginem uma casca de laranja, ela tem toda aquela textura e superficíe irregular. Um bom primer, neste caso, irá penetrar em todas as irregularidas de modo a formar uma camada uniforme e lisa. Ou seja, o primer ao ser aplicado cria uma camada por cima dos nossos poros, linhas de expressão e suavisa irregularidades, como borbulhas, de modo a que a base se fixe melhor, por mais tempo e sem textura.
Desde que experimentei um primer que nunca mais utilizei a minha base sem um. A diferença é enorme! Ficam com menos textura, o famoso cakey, e a maquilhagem dura por muito mais tempo.
Existem primers que para além da sua função principal também são hidratantes, tem protecção solar, controlam a oleosidade, entre outras funções. Podem encontram bons primers desde preços mais acessíveis a marcas mais caras, desde líquidos, cremes a sprays. 
Clica nos produtos para saberes mais sobre as características de cada um deles.

Como utilizar um Primer?

O primer coloca-se antes de qualquer maquilhagem após a limpeza da vossa pele. Ou seja, após colocarem os vossos hidratantes e séruns colocam o primer e só depois a maquilhagem. Existem primers para a cara, para os olhos e para os lábios. No entanto, se só quiserem optar por um, optem pelo primer para a cara.
O primer deve ser espalhado uniformemente por toda a face de modo a terem toda a superfície uniforme e lisa, e é aconselhado que o façam com um pincel pois conseguem uma aplicação mais perfeita do que com as mãos.
Este é um produto que faz mesmo toda a diferença, afinal a vossa maquilhagem para ser boa necessita de uma boa base.
Catarina

Fonte de imagem: Thirteen Thoughts

Base Para Peles Oleosas | Vichy Dermablend 3D Correction

Base - Vichy Dermablend 3D Correction
Esta semana falei dos diferentes tipos de bases que existem e hoje vou falar de uma base em específico, a Vichy Dermablend 3D Correction.
Nessa publicação (se ainda não sabes quais são ou como as distinguir podes ver aqui) mostrei-vos esta base como sendo uma base de alta cobertura e perguntei se estavam interessados numa review. Como recebi algumas respostas afirmativas hoje trago-vos a minha opinião sobre ela.


O que a marca diz:

“Fórmula enriquecida com ácido salicílico e eperulina, reduz visivelmente as imperfeições. Ácido salicílico = acção queriolítica, melhoria sobre a qualidade da pele. Eperulina = agente apaziguante.

Resultados: A Tez fica uniforme, suave e com um toque aveludado durante 16h. Um decréscimo de -49% de imperfeições que está clinicamente comprovado após 4 semanas de uso.

Adequado a peles sensíveis. Hipoalergénico. Sem parabenos. Não-comedogénico.”
Tem 30ml de produto e podem encontrar em sites de vendas de maquilhagem (como a Skin.pt), nas farmácias ou na Well’s. Tem um custo médio de 20 euros.
Base
Tive contacto com esta base pela primeira vez através de uma amostra. A amostra era na cor 35 (existem 5 tons sendo uns com subtons amarelos e outros com subtons rosas) e adorei a aplicação que teve na minha pele. Foi essa experiência que me levou a comprar este produto. Aconselho sempre a pedirem amostras para testar antes de comprarem um produto.
O que eu achei:

Esta é uma base indicada para peles oleosas.
Cor: A cor para mim foi uma dor de cabeça. Comprei esta base na wells e pedi testers para testar a cor. Tinha experimentado a cor 35 mas estava na dúvida se aquela cor era a ideal ou se devia pedir a cor a cima. Com a utiliação da mesma percebi rapidamente que o 35 é o ideal para mim durante o inverno e o 45 é o ideal para o verão. No entanto, a base ao ser esbatida adapta-se ao meu tom de pele e desde que cubra também o pescoço não há problema. Com isto quero dizer que antes de comprarem peçam sempre para testar os testers das várias cores de modo a escolherem o certo.
Cheiro: É algo que nunca reparei muito com esta base. Não tem um cheiro a químicos como outras bases que chegam a ser intensos, mas também não cheira a rosas. É algo que passa despercebido.
Textura: A textura desta base é espessa. Posso compará-la directamente com a Maybelline Super Stay 24h (que também uso, de cobertura média) que é uma base líquida. Nesta há que ter algum cuidado porque não é necessário tanto produto, ao ser espessa necessita de ser esbatida e trabalhada de modo a espalharem o produto pelo rosto. Usei sempre uma esponja tipo beauty blender (estas aqui) para aplicar a base e o resultado é muito bom. Não ficamos com a pele texturada.
Duração: De salientar que utilizei sempre esta base com primer e acabei com um fixador de maquilhagem, como tal a duração da base que vos vou falar inclui estes produtos. Não diria que aguente as 16 horas como a marca afirma mas aguenta umas 10 horas sem sair do sítio. Digo isto porque quando retiro a maquilhagem ao chegar a casa noto que já não tenho tanto como quando apliquei. No entanto a diferença passa de uma base de alta cobertura para cobertura média, mantendo a pele disfarçada.
Resultados: Eu adoro esta base mas volto a salientar que é uma base para peles oleosas. E porquê? Esta base não fica com textura nem efeito máscara na minha pele excepto se tiver a pele mais seca ou desidratada. Nesses dias aposto sempre por uma cobertura menor porque esta base fica texturada nessas zonas, daí não achar que tenha um acabamento bom em peles secas (e tirando o facto de ela ter sido produzida mesmo para peles oleosas). Acho a duração bastante boa, são raros os dias em que precise de usar maquilhagem durante 16 horas pelo que para mim ela dura o tempo inteiro. É uma base de alta cobertura e disfarça muito bem as minhas imperfeições, consigo acrescentar camadas sem ter aspecto cakey e noto que a utilização contínua me ajuda bastante a reduzir as borbulhas. Não acho, no entanto, que me tenha reduzido outras imperfeições como marcas.
Catarina

Tipos De Base | BB Cream, Cobertura Leve, Média E Alta

Base
Existem vários tipos de base no mercado e hoje vamos falar das suas diferenças.
Para quem não sabe, existem BB creams, CC creams, bases de cobertura leve, cobertura média e alta cobertura. Claro que depois, dentro destas bases, existem umas para cada tipo de pele (sensível, seca, normal, oleosa) ou por objectivo (hidratação, matificação, etc).
Para quem está a iniciar-se na maquilhagem, toda a oferta existente pode ser bastante confusa, até porque nos supermercados as marcas que se encontram são quase sempre de cobertura leve / média (na maioria se construirem com várias camadas) e acabamos por ficar com a sensação de que estas bases não prestam e que as bases boas são as caras quando na verdade, este tipo de base apenas não é o mais indicado para vocês (ou o que estão à procura).

BB cream


Apareceram há uns anos nas nossas vidas e desde então não paramos de ouvir falar deste produto. O BB cream é basicamente um hidratante com cor. Ou seja, tem uma ação hidratante e o produto tem cor de modo a poder aperfeiçoar o tom da nossa pele. No entanto este tem um poder de cobertura muito baixo, o que faz com que qualquer cor fique bem (por exemplo, o claro fica bem a todas as peles claras) uma vez que ao espalharem o creme a cor acaba por ficar idêntica ao vosso tom de pele.
O CC cream é basicamente o mesmo que o BB cream, a diferença é que tem um pouco mais de cobertura. É daí que vem o nome, CC de Colour Correction.
O meu BB cream é da Garnier e gosto imenso de o utilizar antes de ir treinar ou no verão antes de sair para a praia. Uma vez que tanto para um como para outro não se deve levar maquilhagem, o BB cream dá sempre um ar mais luminoso e saudável à pele.

Cobertura Leve

As bases de cobertura leve, como o norme indica têm uma cobertura baixa. Este tipo de base é aconselhada para tapar vermelhidões e corrigir o tom da pele. É também uma base com um “peso” mais leve que as outras e por norma deixa menos textura na pele.
Como tenho uma pele oleosa e manchas/imperfeições constantes, nunca comprei uma base de cobertura leve visto que para mim não cobre o que pretendo e entre cobertura leve ou um BB cream acabo por agarrar no BB cream. No entanto a Benecos (review aqui) enviou-me a base que podem ver na imagem e por ser um tom um bocadinho mais escuro do que sou agora no inverno, devo utilizá-la no verão, quando a pele devido ao sol está perfeita e sem imperfeições (sim, eu adoro a minha pele no verão fica 300% melhor).

Cobertura Média

Este é o tipo de cobertura mais comum. Não cobre tudo mas cobre qualquer coisa. Ou seja, com uma base de cobertura média conseguem corrigir o tom da vossa pele e tapar algumas imperfeições (como manchas não muito acentuadas e pontos negros). 
Eu uso a Super Stay 24h da Maybelline e adoro (review aqui). Aliás, adoro a marca em si! Esta é a base que mais uso, seja no verão, em dias que sinto que a pele está desidratada e que uma base de cobertura alta vai ficar com mau aspecto, para corrigir o tom do pescoço (para igualar a base, no pescoço não precisam de cobertura alta) ou sempre que não necessite de uma base de cobertura alta.

Cobertura Alta

Se como eu também pensavam (ou ainda pensam) que bases de alta cobertura só as de marcas carissímas e que têm de desembolsar 50 euros ou assim, estão enganados. Existem marcas mais acessíveis que começaram a apostar em bases de melhor cobertura e os preços não são assim nada por aí além. 
Uma base de cobertura alta cobre tudo o que pode ser coberto. Isto é, imperfeições, borbulhas, tatuagens, cicatrizes, etc… Claro que estou a falar de imperfeições possíveis de corrigir, se têm cascões nas borbulhas (de as ter rebentado) ou cicatrizes com relevo, a base disfarça mas não tapa. 
Por vezes existem marcas que dizem que a base X é de alta cobertura e quando a usamos percebemos que não é. Com isto quero dizer que quando têm uma boa base de alta cobertura que ela cobre mesmo tudo. Eu uso a Vichy Dermablend 3D Correction que podem encontrar na Wells ou em farmácias (tem um custo médio de 20 euros). Uso esta base sempre que estou com imensas manchas, com imperfeições ou borbulhas, ou apenas quando quero uma cobertura perfeita. Para além de corrigir esta base tem componentes que ajudam a tratar as borbulhas e tem resultado muito bem em mim, querem review dela?
Resumindo, consoante o tipo de base que pretendem com base na cobertura devem depois escolher uma que se adeque ao vosso tipo de pele ou uma com uma ação que pretendam. E se uma base não funcionar pode ser por vários motivos, não se adequar ao vosso tipo de pele, não ser a cobertura adequada, ou o produto em si simplesmente não é bom e aí devem experimentar de outra marca. Tentem testar sempre antes de comprar.

Catarina

1 2 3 4 5 6 7 10