Milia: O Que É E Como Tratar

Milia

Já te deparaste com alguns altos na tua pele que parecem borbulhas mas que por algum motivo não consegues “rebentar”? Se sim, então podes ter Milia.


Mas o que é Milia?

São pequenos altos que aparecem na pele, por vezes esbranquiçados ou amarelados, que não causam inflamação nem vermelhidão ao seu redor.

São pequenos cistos de queratina, entre 1 a 2 milímetros, que ficam presos debaixo da pele e não causam dor. Por não estarem à superfície não podem ser extraídos como as borbulhas. Por isso, tentar “rebentar” um alto destes apenas vai causar inflamação e vermelhidão na zona sem que consigas o que pretendes.

A Milia aparece, por norma, ao redor dos olhos e nas bochechas. No entanto também pode aparecer noutras partes do corpo.

Existem vários tipos de Milia e podem ocorrer tanto em bebés como em adultos.


Milia Neonatal

Comum no nariz de bebés, também pode aparecer no face, no corpo, na cabeça e no interior da boca.

Pode estar presente desde o nascimento e por norma desaparece ao fim de algumas semanas.

Milia Primária

Ocorre tanto em crianças como em adultos. E embora em algumas pessoas desapareça em algumas semanas, pode levar meses ou até anos a desaparecer.

É comum aparecer ao redor dos olhos, nas bochechas, na testa e nas áreas genitais.

Milia em placa

Condição rara que se caracteriza por múltiplos altos juntos que formam uma “placa”. Esta condição pode estar associada a outros problemas de pele.

Milia de erupções múltiplas

Também rara, é uma condição que se caracteriza pelo aparecimento de vários altos na mesma área durante vários dias/semanas. Por norma acontece no rosto, braços e na parte superior do tronco.

Milia traumática

Ou Milia Secundária, esta condição acontece como consequência a uma lesão da pele.

Essa lesão pode ser uma queimadura, uma reação alérgica, lesões provocadas por procedimentos estéticos e até exposição solar excessiva.

Milia associada a medicamentos

Alguns medicamentos de aplicação tópica podem causar Milia.


cistos na pele

Como tratar?

Se a Milia não desaparecer sozinha após algumas semanas e for algo que te está a incomodar bastante, deves procurar um profissional que te possa ajudar a remover de forma segura.

Nunca tentes remover sozinha uma vez que podes causar alguma infeção na área e ficares com uma cicatriz.

Existe, no entanto, algo que podes tentar primeiro em casa que pode ajudar a desaparecer mais rapidamente: Esfoliar a pele com alguma frequência.

aqui alguns esfoliantes.

Existem esfoliantes específicos para a zona ocular mas se esta é a área afetada então deves sem dúvida procurar primeiro um profissional antes de tentares esfoliar esta zona sozinha. Podes acabar a fazer mais mal do que bem e o médico pode nem sequer aconselhar este método para a tua pele. Além disso, os esfoliantes não são os mais eficazes em Milia na zona dos olhos.


Tratamentos

Extração

Através de um bisturi ou de uma agulha, o médico remove parte da pele por cima do cisto. Isso deixa o poro aberto e permite a extração da queratina.

Após este procedimento podem ser necessários cuidados que impeçam os cistos de voltar.

Este procedimento causar dor e pode deixar cicatriz.

Laser

É possivel “destruir” o cisto através de um pequeno raio de laser.

Embora não seja costume causar dor, pode deixar cicatriz.

Crioterapia

Geralmente com nitrogénio líquido, o cisto é congelado e destruído.

Este procedimento pode causar bolhas ou inchaço que desaparecem após alguns dias.

Pode causar cicatriz e alterações na pigmentação da pele.

Medicamentação

Dependendo do tipo de Milia, pode ser receitado um tratamento com um antibiótico de Minociclina.

Embora este tratamento não cause cicatrizes, podem acontecer outros efeitos secundários.


Milia ocular

E se não quiser recorrer a tratamentos?

Se a ideia de ficar com uma cicatriz não te agrada e se apenas tens um alto que é facilmente disfarçado na tua rotina de pele, podes simplesmente não fazer nada.

Estes cistos não representam qualquer risco de saúde e na maioria das pessoas irá desaparecer ao fim de algum tempo.

No meu caso, tenho um cisto na zona da olheira de um dos olhos há alguns anos que nunca desapareceu. É da cor da minha pele e passa facilmente despercebido pelo que preferi não arriscar a remoção e uma possivel cicatriz.

Mas se é algo que te incomoda não ponhas a ideia da remoção de parte sem falares primeiro com um profissional. Explica o que gostavas de atingir e quais as tuas preocupações. Não tens que decidir na hora e ficas a saber todas as hipóteses de tratamento para o teu caso.

Lê também: 9 ERROS QUE TE ESTÃO A CAUSAR POROS MAIORES!


Guarda esta publicação no Pinterest

milia - o que é e como tratar

5 Comments

  1. Vanessa 23 de Outubro, 2019

    Nunca tinha escutado falar disso, mas é sempre bom se manter atualizado sobre as coisas. Gostei muito do assunto.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    Responder
  2. Ana Carolina 24 de Outubro, 2019

    Eu já tive, mas ela desapareceu sozinha antes que eu fosse ao médico para descobrir o que era, até pensei que era alguma alergia ao creme para olheiras e parei de usar ele
    Beijos ♡ Blog | Instagram | Youtube

    Responder
  3. Mrs. Margot 26 de Outubro, 2019

    Por acaso conheço essa condição por causa da minha tia, ela tem e já veio a Lisboa a um dermatologista fazer tratamento, não sei se era a laser ou por extracção, sei que o que ela fez de facto reduziu e atenuou o problema e acho que de momento já não lhe têm aparecido mais.

    MRS. MARGOT

    Responder
  4. Lulu on the sky 29 de Outubro, 2019

    Não sabia sobre esse problema, achei bem esclarecedor seu post.
    big beijos

    Responder
  5. Kaila Garcia 2 de Novembro, 2019

    Adorei o post, eu tenho milia, e sempre faço limpeza de pele para tirar! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.